3 segredos para desenvolver inteligência emocional

Ele se esqueceu novamente de limpar o calçado antes de entrar, deixando aquelas pegadas de barro no chão encerado que acabei de lavar, depois de duas horas de trabalho árduo!



Para uns, trata-se de uma mera disciplina de paciência. Para outros, um desafio sobre-humano em conter a reação instintiva. Independente de como você encara a situação, a resposta exige inteligência emocional. Mas afinal, o que é preciso para desenvolvê-la?


Pensando nesta dúvida comum, exploraremos três segredos para evoluir nos principais aspectos desta habilidade. Vamos lá?



Segredo 1: Entenda suas emoções antes de reagir




Conversando com um colega sobre abrir um novo negócio, de repente ele lhe pergunta sobre seu cachorro. Você responde que o animal adoeceu, mas não é nada grave. Voltando a falar sobre o empreendimento, você já não sente a mesma motivação que antes.


Este tipo de situação ocorre diversas vezes ao dia, tudo de forma inconsciente e automática. Graças a três regiões específicas do córtex cerebral (pré-frontal, parietal-temporal-occipital e límbica), usamos mais da metade de nossos recursos mentais para processar e simular respostas às experiências.


O fato de falar sobre o cachorro doente cria um pano de fundo melancólico que afetará suas próximas